skip to Main Content

Facilidade do processo virtual pode ser o motivo do aumento

Roberto Jones – Diário de Petrópolis

O número de casamentos em Petrópolis cresceu em 2021, como noticiado pelo Diário no último domingo (23). Alguns leitores levantaram a questão: “Mas, e os divórcios, também aumentaram?” E a resposta é sim. De acordo com dados do Colégio Notarial do Brasil (CNB), a cidade apresentou um aumento de 12% no número de separações no ano passado, foram 114 ao todo.

A diferença é ainda maior se comparada ao período pré-pandemia. No ano de 2019, Petrópolis registrou 95 divórcios e, em 2021, houve um aumento de 20%. julho foi o mês com mais separações, 13 ao todo.

Apesar do aumento no número de divórcios, o valor representa apenas 7,2% do total de casamentos na cidade, que foi de 1.578 no ano passado. O aumento no número de casamentos foi de 30%, também muito maior comparado ao de divórcios.

Oitava cidade com mais divórcios

Petrópolis foi a nona cidade com mais casamentos em 2021, porém, quando o assunto são os divórcios, o município atingiu uma posição maior, ficando em oitavo lugar no ranking das cidades do estado do Rio com mais divórcios em 2021. As outras cidades com mais divórcios são, em ordem crescente, Nova Iguaçu, Duque de Caxias, Nova Friburgo, São João do Meriti, São Gonçalo, Niterói e em primeiro lugar a cidade do Rio de Janeiro. O estado contabilizou ao todo 5.906 separações.

Facilidade

A vice-presidente da Seção do Rio de Janeiro do Colégio Notarial do Brasil, Dra. Edyanne Frota Cordeiro, informou que, desde junho de 2020, todas as escrituras, incluindo as de divórcio, realizadas em cartórios de Notas, podem ser feitas de forma on-line. “Por meio de plataforma do e-Notariado, o ato é realizado por videoconferência, possibilitando a execução e leitura da escritura de forma totalmente virtual pelo tabelião, em consonância com as partes” explica ela.

Edyanne acredita que o advento da tecnologia nos cartórios de Notas pode ter relação com o aumento no número de separações. “Pode ter sido um facilitador para muitos casais que, possivelmente já estariam separados na prática, da vida comum a dois” afirma ela. O divórcio extrajudicial, por ser prático e rápido de ser realizado, também é uma fácil opção para os casais que cumprirem com os requisitos necessários.

Como se divorciar?

No divórcio direto, o advogado de uma das partes deve solicitar a escritura apresentando os documentos de identidade, CPF e a certidão de casamento. “O tabelionato faz a minuta do ato, que pode ser feito também de forma online e, se estiverem de acordo, o ato é lavrado e assinado” conta Edyanne.

Para o divórcio extrajudicial, é necessário que aja consenso e que ambas as partes estejam de acordo com todos os termos do divórcio. Além disto, o casal não pode ter filhos menores ou incapazes e a mulher não deve estar grávida.

Fonte: Diário de Petrópolis

Back To Top