skip to Main Content

Novo sistema vai ajudar na fluidez do processo; cerca de 42 mil pessoas aguardam na fila por um transplante no Brasil

A partir desta terça-feira (2), interessados em doar órgãos poderão registrar o desejo no site ou no aplicativo do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O presidente do CNJ e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luís Roberto Barroso, lança hoje, às 14h30, a campanha “Um Só Coração: seja vida na vida de alguém”.

A iniciativa também marca a regulamentação do sistema de Autorização Eletrônica de Doação de Órgãos, desenvolvido pela Corregedoria Nacional de Justiça, em parceria com o Colégio Notarial do Brasil e a Coordenação-Geral do Sistema Nacional de Transplantes (CGSNT), do Ministério da Saúde.

Atualmente, a família do paciente autoriza a doação em caso de morte encefálica. Isso não vai mudar.

A partir de agora, esse sistema vai ajudar na fluidez do processo. Cerca de 42 mil pessoas aguardam na fila por um transplante no Brasil. Em 2023, 3 mil pessoas morreram antes de conseguir um doador.

Fonte: SBT

Back To Top