skip to Main Content

Empresa Ribus, que consultou CVM para validar seu projeto, concluiu venda de imóvel em Mangaratiba e pagamento foi todo em token nativo

Empresa de web3 Ribus anunciou que realizou sua primeira venda de imóvel com pagamento totalmente feito com tokens Ribus (RIB). A escritura foi registrada em Mangaratiba, no estado do Rio de Janeiro.

Registrada no 15º cartório de ofício de notas do Rio de Janeiro, a compra do imóvel movimentou R$ 198 mil, sendo pagos 100% por meio do token Ribus.

A companhia define o Ribus como um token utilitário imobiliário e a criptomoeda é vendida nas corretoras FlowBTC, Coins e Mercado Bitcoin (MB). Segundo dados desta última, a unidade do ativo é vendida a R$ 0,19 e registra uma queda de 1% nas últimas 24 horas.

No comunicado para a imprensa, a Ribus afirma que o processo teve “garantias e segurança necessárias para formalização da operação de compra e venda e reconhecimento público, firmado em cartório”.

O CEO da Ribus, Marcelo Magalhães, classifica o acontecimento como histórico. “A Ribus é pioneira no modelo de token utilitário imobiliário em todo o mundo, digitalizando processos e garantindo segurança e transparência através da tecnologia blockchain. O resultado é este que vemos agora, com mais negociações dentro do mercado imobiliário e oportunidade para todos”, explica.

Esta não é a primeira vez que um imóvel no Brasil é comprado usando apenas criptomoedas como pagamento. Conforme reportagem do jornal Valor Econômico, a construtora Melnick firmou parceria com a corretora MB e realizou duas vendas de imóveis pagos em Bitcoin (BTC).

Token Ribus

Em 2021, a Ribus enviou uma tese jurídica à Comissão de Valores Mobiliários do Brasil (CVM) defendendo que a criptomoeda é um token de utilidade, portanto não seria um valor mobiliário. Dessa forma, não precisaria estar sobre a regulamentação da CVM.

A Comissão acolheu os argumento da empresa, o que fez a companhia seguir com mais confiança no mercado. Segundo explicação da Ribus, o token RIB é um ativo digital que funciona como um crédito para ser utilizado dentro do ecossistema Ribus, que é formado por diversas plataformas:

Houseus: marketplace dedicado aos profissionais de arquitetura e decoração;

Retrofitus: uma empresa especializada em reformas, modernização e acabamento;

Beneficius: clube de benefícios exclusivo para donos do token Ribus, funcionando como um programa de pontos/milhas que oferece descontos e acesso privilegiado;

Permutus: permuta de imóveis residenciais e comerciais através de Ribus e Reais;

Recibus: fintech de antecipação de recebíveis através da emissão de tokens para operações;

Braemp: parceira incorporadora e construtora, com atuação no Espírito Santo e Rio de Janeiro que oferece desde empreendimento econômicos até projetos de alto padrão.

Fonte: Portal do Bitcoin

Back To Top